Atenção! Esta questão foi postada ha mais de 30 dias!

Exercício de expansão marítima européia

por luana () Fácil Saturday, October 3rd, 2009

Exercício:

Qual a principal causa da expansão marítima européia?

Informações Adicionais:




Respostas:

5 Respostas a “expansão marítima européia”
     Add karma Subtract karma  +7
  1. Walber Fróes diz:

    Olá Luana!
    Bem, existem vários motivos, irei destacar apenas os principais para se ter uma noção básica sobre a Expansão Maríima.
    A Expansão Marítima é o principal acontecimento que marca o século XV e XVI, a denominada Idade Moderna.
    PRINCIPAIS MOTIVOS DA EXPANSÃO MARÍTIMA
    1) A BUSCA DE UMA NOVA ROTA COMERCIAL: pois os ricos comerciantes genoveses e venezianos tinham monopólio da região do Mediterrâneo, cobrando preços altíssimos pelos seus produtos, que eram muitas vezes, especiarias (cravo, canela, noz-moscada) e artigos de luxo (tecidos, porcelanas, perfumes).
    2) TEMPOS DE CRISES: Para entender essa crise temos que voltar no final da Idade Média, onde temos uma falta de alimento, falta de terras férteis, aumento da população, esses fatores geraram uma grave crise econômica.
    3) FORMAÇÃO DE ESTADOS NACIONAIS: bem, a formação desse estado decorre devido aos interesses burgueses e mercantilistas, onde esses burgueses irão ter um papel importante para a Expansão, pois grande parte deles irá financiar a mesma!
    4) CATOLICISMO: As expedições além de interesses econômicos, tinham também interesses religiosos, que era de levar a fé cristã.
    5) FALTA DE OURO: Ocorre um desgaste muito grande de metais, isso impulsina a procura de jazidas fora da Europa.
     
    Espero ter colaborado!
    Abraços!

  2.  Add karma Subtract karma  +3
  3. marcio diz:

    ( )neutralidade politica dos reis

  4.  Add karma Subtract karma  --3
  5. rafael diz:

    quero partipar dos exercicios de historias

  6.  Add karma Subtract karma  --7
  7. larissa diz:

    <!– /* Font Definitions */ @font-face {font-family:”Cambria Math”; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:1; mso-generic-font-family:roman; mso-font-format:other; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:0 0 0 0 0 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Verdana; panose-1:2 11 6 4 3 5 4 4 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:536871559 0 0 0 415 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:”"; margin-top:0cm; margin-right:0cm; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:”Calibri”,”sans-serif”; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-fareast-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:”Times New Roman”; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-fareast-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:”Times New Roman”; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoPapDefault {mso-style-type:export-only; margin-bottom:10.0pt; line-height:115%;} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} –>

    /* Style Definitions */
    table.MsoNormalTable
    {mso-style-name:”Tabela normal”;
    mso-tstyle-rowband-size:0;
    mso-tstyle-colband-size:0;
    mso-style-noshow:yes;
    mso-style-priority:99;
    mso-style-qformat:yes;
    mso-style-parent:”";
    mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
    mso-para-margin-top:0cm;
    mso-para-margin-right:0cm;
    mso-para-margin-bottom:10.0pt;
    mso-para-margin-left:0cm;
    line-height:115%;
    mso-pagination:widow-orphan;
    font-size:11.0pt;
    font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
    mso-ascii-font-family:Calibri;
    mso-ascii-theme-font:minor-latin;
    mso-hansi-font-family:Calibri;
    mso-hansi-theme-font:minor-latin;
    mso-fareast-language:EN-US;}

    A procura de especiarias;
     

    <!– /* Font Definitions */ @font-face {font-family:”Cambria Math”; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:1; mso-generic-font-family:roman; mso-font-format:other; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:0 0 0 0 0 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Verdana; panose-1:2 11 6 4 3 5 4 4 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:536871559 0 0 0 415 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:”"; margin-top:0cm; margin-right:0cm; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:”Calibri”,”sans-serif”; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-fareast-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:”Times New Roman”; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-fareast-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:”Times New Roman”; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoPapDefault {mso-style-type:export-only; margin-bottom:10.0pt; line-height:115%;} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} –>

    /* Style Definitions */
    table.MsoNormalTable
    {mso-style-name:”Tabela normal”;
    mso-tstyle-rowband-size:0;
    mso-tstyle-colband-size:0;
    mso-style-noshow:yes;
    mso-style-priority:99;
    mso-style-qformat:yes;
    mso-style-parent:”";
    mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
    mso-para-margin-top:0cm;
    mso-para-margin-right:0cm;
    mso-para-margin-bottom:10.0pt;
    mso-para-margin-left:0cm;
    line-height:115%;
    mso-pagination:widow-orphan;
    font-size:11.0pt;
    font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
    mso-ascii-font-family:Calibri;
    mso-ascii-theme-font:minor-latin;
    mso-hansi-font-family:Calibri;
    mso-hansi-theme-font:minor-latin;
    mso-fareast-language:EN-US;}

    A escassez de metais preciosos na Europa;
    <!– /* Font Definitions */ @font-face {font-family:”Cambria Math”; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:1; mso-generic-font-family:roman; mso-font-format:other; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:0 0 0 0 0 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Verdana; panose-1:2 11 6 4 3 5 4 4 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:536871559 0 0 0 415 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:”"; margin-top:0cm; margin-right:0cm; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:”Calibri”,”sans-serif”; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-fareast-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:”Times New Roman”; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-fareast-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-bidi-font-family:”Times New Roman”; mso-bidi-theme-font:minor-bidi; mso-fareast-language:EN-US;} .MsoPapDefault {mso-style-type:export-only; margin-bottom:10.0pt; line-height:115%;} @page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} –>

    /* Style Definitions */
    table.MsoNormalTable
    {mso-style-name:”Tabela normal”;
    mso-tstyle-rowband-size:0;
    mso-tstyle-colband-size:0;
    mso-style-noshow:yes;
    mso-style-priority:99;
    mso-style-qformat:yes;
    mso-style-parent:”";
    mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
    mso-para-margin-top:0cm;
    mso-para-margin-right:0cm;
    mso-para-margin-bottom:10.0pt;
    mso-para-margin-left:0cm;
    line-height:115%;
    mso-pagination:widow-orphan;
    font-size:11.0pt;
    font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
    mso-ascii-font-family:Calibri;
    mso-ascii-theme-font:minor-latin;
    mso-hansi-font-family:Calibri;
    mso-hansi-theme-font:minor-latin;
    mso-fareast-language:EN-US;}

    Aliança entre o rei e a burguesia.

  8.  Add karma Subtract karma  --2
  9. anna diz:

    Welber, obrigada me ajudou muito estou no sétimo ano!

Responder a questão


CAPTCHA image


Atenção! Esta questão foi postada ha mais de 30 dias!

Exercício de Expansão marítima européia

por André (Vunesp-SP) Difícil Friday, August 22nd, 2008

Exercício:

No século XV, Portugal e Espanha deram início à expansão marítima européia, da qual resultaram grandes impérios coloniais.
a) Apresente um motivo de ordem econômica que impulsionou essa expansão.
b) Justifique, com dois exemplos, o pioneirismo português nessa empresa expansionista.

Informações Adicionais:




Respostas:

14 Respostas a “Expansão marítima européia”
     Add karma Subtract karma  +5
  1. bruno diz:

    a- A Europa encontrava-se em colapso praticamente em sua totalidade. O declínio do feudalismo, com a consequente migração de muitas pessoas para os burgos e lá se estabelecerem, sem contudo, oportunidade de trabalho para todos. Desta forma, Portugal, pioneiramente, inicia o processo de expansão ultramarina, com vistas a potenciais novos lugares para exploração e recuperação de sua economia que então estava enfraquecida.
     
    b- Temos, a título de exemplo, as colônias estabelecidas em Açores, Cabo Verde,  Ilha da Madeira, Brasil, dentre outras.

  2.  Add karma Subtract karma  +1
  3. Maria diz:

    a) Portugal e a Espanha estavam em busca do caminho para as Índias, pois sabiam que encontrariam lá riquezas suficientes para  a recuperação de sua economia e um local de exploração.
    b) Portugal foi o pioneiro nas navegações dos séculos XV e XVI devido a uma série de condições encontradas neste país ibérico. A grande experiência em navegações ajudou muito Portugal. As caravelas, principal meio de transporte marítimo e comercial do período, eram desenvolvidas com qualidade superior à de outras nações. Neste país também houve a preocupação com os estudos náuticos, pois os portugueses chegaram a criar até mesmo uma centro de estudos : A Escola de Sagres.

  4.  Add karma Subtract karma  --2
  5. Heloisa diz:

    a. Portugal e Espanha tinham na expansão pretenções de conquista territorial, atendendo a nobreza, e de mercados, atendendo aà nascente burguesia mercantil.
    b. Conquista de Ceuta,  Escola de Sagres, Localização geográfica favorável.

  6.  Add karma Subtract karma  --3
  7. Antonilia diz:

    Dois exemplos (jusitifique), o pioneirismo Português da Expansão Marítima da qual resultaram grandes Impérios Coloniais?

  8.  Add karma Subtract karma  --1
  9. Nayara diz:

    Quais os principais motivos da expansão marítima comercial européia dos séculos xv e xvi.?

  10.  Add karma Subtract karma  --3
  11. carla diz:

    a) Entre os motivos que impulsionaram a expansão marítima está a busca de novas rotas comerciais com o Oriente, pois os italianos detinham a hegemonia sobre o Mar Mediterrâneo.
    b)O pioneirismo português nas grandes navegações deve-se a uma série de fatores, como sua localização na Península Ibérica e ao incentivo e desenvolvimento dos estudos náuticos, na Escola de Sagres.

  12.  Add karma Subtract karma  --5
  13. segundo diz:

    a) foi por causa da crise que sofreu no sec.XIV desencadeando serios problemas finaceiros para a europa. teve uma grande queda na producao agricola e uma aumento na producao texteu; consequentimente a falta de alimentos.alem disso a economia da europa era atravez de produtos orientais como pedras preciosas,especiarias,objetos raros e etc. como ele tinhao que comprar para vender a populacao,so que a populacao estava sem condicoes finaceira de comprar os produtos,ai a europa desidiu investir em uma nova rota para a diminuicao dos prasos das mercadorias.
    b)localizaçao adequada pois ficava distante do mar mediterrranio e tinha ligacoes con os outros comercios.
    centralizacao politica

  14.  Add karma Subtract karma  +1
  15. LeOnNe MuNiZ diz:

    (A)foram o renascimento cultural e urbano, procura por metais preciosos busca pelas especiaria(tempero como gengibre,pimenta do reino,canela,cravo etc… )

  16.  Add karma Subtract karma  --2
  17. Rozane diz:

    a) o prncipal motivo foi para romper o monopolio Arabe-italiano.
    b) Um dos motivos foi a centralizaçao politica precoce de Portugal

  18.  Add karma Subtract karma  --1
  19. Julia diz:

    A Europa encontrava-se em colapso praticamente em sua totalidade e com com sua economia enfraquecida

  20.  Add karma Subtract karma  +3
  21. Júúúúh diz:

    A Europa encontrava-se em colapso por causa da grande crise econômica dos seculos XIV e XV.

    Eis aqui os principais fatores para que Portugal obtivesse sucesso na sua empresa ultramarina :- Ausência de guerras contra os mouros em seu território permitiu que Portugal não tivesse obstaculos para dedicar -se as navegações- Precoce centralização do poder nas mãos dos reis ajudou na formação e na organização do Estado Nacional- Conhecimento naval deixados pelos mouros contribui para a construção de naus mais aptas a longas viagens- Burguesia organizada ávida por riqueza junto com o apoio do rei a partir da Revolução de Avis pode ser considerada a principal causa do pioneirismo português- Posição territorial favorável : próximo do Atlantico e do Mediterrâneo .

  22.  Add karma Subtract karma  +1
  23. Rafael diz:

    a) Chegar as Índias para conseguir suas riquezas , já que o Mar Mediterrâneo era “dominado” pela Itália.
    b) 1 – Conquistaram  a Costa Africana.
        2 – Conseguiram chegar as Índias.

  24.  Add karma Subtract karma  --1
  25. Ana diz:

    a)A busca por metais amoedáveis,e novas rotas de comércio com as Índias.
    b)O pioneirismo português se deu por causa da localização geográfica privilegiada de Portugal,mais próxima do mar,pela experiência adquirida com a pesca tradicional do país,a Escola de Sagres,e o conhecimento e domínio de técnicas de navegação como a bússola e o astrolábio

  26.  Add karma Subtract karma  +0
  27. Taina diz:

    - quais os motivos da busca por novas rotas comerciais ?

Responder a questão


CAPTCHA image